12 de jul de 2011







Visto-me desta inconstância
Rejeito a monotonia
O que antes me dava prazer
É agora gerador de uma forte agonia

Na vida nada é estanque
A mudança é positiva
Há que saber dizer basta
Àquilo que te faz sofrer
E dar a volta por cima

Na hora de decidir
É preciso ter coragem
Não há nada a temer
Fechado um ciclo
Inicia-se nova viagem
Com destino à felicidade