27 de abr de 2011



INTROSPECÇÃO.

. . . Hoje estou introspectivo, em comunhão com o universo, olhando

suavemente as belas estrêlas no céu, ou como disse o poeta, " as

estrêlas também olham para mim", reflito sobre a vida, sobre nossos

semelhantes, se estão bem, queria poder ver o brilho nos olhos de

todos, o sorriso de felicidade, do dever cumprido, da alegria de sentir

o palpitar dos corações, a harmonia dos sêres, até poder ouvir os

belos cânticos dos anjos, e as trombetas anunciando um novo

alvorecer, para na plenitude do sêr, sorver os sublimes momentos da

verdadeira . . .

. . . Paz Profunda!