6 de set de 2013




Por que a solidão é algo tão difícil de se suportar?

Sentir-se sozinho é estar sem apoios. Nada irá segurá-lo caso você caia. É encarar a incerteza sobre os seus próprios pés, apenas com os seus braços para ajudá-lo.

Você pode suprimir temporariamente o sentimento de solidão com conversas, substâncias, internet, eventos sociais, e por aí vai. Mas é certo que em algum momento ela irá bater novamente em sua porta, presenteando-te novamente com o desconforto.

Se evitarmos as distrações, a solidão apresentará um pesado sentimento de tristeza no plexo solar. Uma sensação esmagadora de impotência que nos faz querer esconder-nos debaixo do cobertor e dormir ou chorar. O encontro com a solidão nos transforma novamente naquela criança que anseia pelo colo da mãe e pela proteção de seus braços.

Se você quer ser soberano sobre sua vida, é preciso encarar a solidão e cruzar a tristeza descendo até o fundo de sua escuridão. Receber a solidão é um ato lindo que permite acender a chama do sol interno. É o requisito para afirmar a própria independência como ser maduro, adulto e pleno em poder.

Temer a solidão é o mesmo que colocar-se em uma cela onde as barras de ferro são os seus apegos. Você quer encontrar o seu parceiro, os seus amigos, a sua família, usar o facebook... Com apegos a sua vida vai caminhando a passos lentos. Você vai se movendo cada vez mais devagar, até o momento em que você está paralisado com tantas coisas segurando a sua energia.

Não importa a força do apego. Como a vida é movimento, cedo ou tarde ela irá derrubar e consumir todos eles. Um a um. E quando ela o fizer, você irá sofrer grandemente e será levado de volta ao ponto de partida: a solidão.

Comece a aceitar que a solidão é uma qualidade intrínseca ao Ser. Em outras palavras, quanto mais você tentar evitá-la, mais irá emaranhar-se em apegos desnecessários.

Livre-se de tudo que não é essencial em sua vida. E quanto aquilo que você ainda está muito conectado, pense sobre a possibilidade de perdê-lo. Desta maneira, você já começa a afinar-se com o movimento natural da vida e desenvolve o hábito do desapego para relações futuras.

Ao aceitar a solidão você se torna um ser energeticamente independente, o que significa poder expressar a sua espontaneidade sem preocupar-se com as opiniões alheias.

Se você está sozinho, está com a sua própria energia.
Se está com a sua própria energia, você está LIVRE.

Om Nadabrahman